Cirurgiã BucoMaxiloFacial, Dra. Vanessa Castro, esclarece as dúvidas e resultados da cirurgia ortognática

Com mais de dois mil casos operados, a profissional fala sobre o assunto

Existem alguns indivíduos que além de apresentar alterações no posicionamento e alinhamento dos dentes, também apresentam problemas estruturais do crescimento dos ossos da face e por isto, muitas vezes, o tratamento com aparelho ortodôntico não é eficaz para solucionar problemas de mastigação, fonação, respiração e oclusão. Existem alterações genéticas que levam a uma alteração no posicionamento dos ossos da face,  gerando problemas funcionais importantes, como respiração bucal, má-oclusões severas e que podem  necessitar da cirurgia ortognática para sua correção. Esta intervenção acaba gerando receio em algumas pessoas que tem indicação de realizar, por ser uma cirurgia hospitalar, sob anestesia geral. Mas é importante comentar que as técnicas atuais promovem um pós-operatório mais confortável ao paciente, resultando na melhora da estética facial e nas funções mastigatórias e respiratóriasA cirurgiã BucoMaxilo, Dra. Vanessa Castro, com 25 anos de experiência em cirurgia ortognática, esclarece alguns pontos aqui. Confira:

1.O que é a Cirurgia ortognática?

Cirurgia ortognática é aquela indicada para correção de deformidades dentofaciais congênitas de magnitude moderada e severa, onde não existe equilíbrio funcional, ou seja, correção do posicionamento dos maxilares na face, objetivando uma adequada proporção das arcadas dentárias, restabelecendo a função respiratória, mastigatória e alcançando uma boa harmonia facial.

  1. Quais são os benefícios desse processo?

A indicação tem caráter funcional, a fim de equilibrar as funções respiratórias, mastigatórias e fonatórias do indivíduo, melhorando sua qualidade funcional de vida e deixando suas proporções faciais mais harmoniosas.

  1. Quem é o profissional que normalmente realiza a cirurgia ortognática?

A cirurgia é realizada pelo cirurgião bucomaxilofacial, graduado em Odontologia.

  1. Para quem está indicada a cirurgia? A partir de qual idade?

Não existe idade para realizar o procedimento, mas normalmente, a partir do final do crescimento ósseo, por volta de 15 a 16 anos, a cirurgia já estaria indicada.

  1. Como é realizado o procedimento cirúrgico? E o pós-operatório?

O procedimento é realizado em ambiente hospitalar, sob anestesia geral, com duração média de 3 a 6 horas e o pós-operatório é lento e progressivo, o paciente retorna às suas atividades normalmente em 3 a 4 semanas, havendo acomodação das estruturas de tecido mole até 12 meses. O paciente inicia o tratamento geralmente com  a ortodontia, posicionando os dentes centralizados em suas bases ósseas, e o planejamento deve ser realizado sempre em conjunto entre o cirurgião e  o ortodontista, para o melhor resultado do tratamento.

  1. Como é realizada a sequência do tratamento?

O paciente que apresenta desconforto para mastigar ou respirar, ronco, dores em face, deve procurar um profissional e avaliar como estão suas funções e relação com a genética dos maxilares, a fim de equilibrar a parte funcional e estética, melhorando seu padrão funcional.

  1. Existe alguma dica para quem vai realizar esse tratamento?

A dica é procurar um especialista na área de ortodontia ou cirurgia bucomaxilofacial, para investigar a necessidade do tratamento, ter esclarecimento sobre vantagens, riscos e resultados a longo prazo, assim como, saber o quanto o paciente deseja sua correção.

  1. O procedimento traz benefícios para a saúde ou só estética?

O caráter da cirurgia é sempre funcional. A estética é um presente do resultado alcançado, visto a harmonia facial alcançada, através do correto posicionamento das estruturas ósseas, que normaliza os padrões funcionais de respiração e mastigação. 

Sobre Dra. Vanessa Castro

Graduada pela Faculdade de Odontologia de Bauru (USP/SP), a profissional fez Residência em Cirurgia e Traumatologia BucoMaxiloFacial no Hospital de Anomalias Craniofaciais  de Bauru – USP-SP e Ortodontia pela Profis (USP), Cirurgia BucoMaxiloFacial pela Northwestern University, em Chicago, nos Estados Unidos. Followship observer em Cirurgia Craniofacial na Baylor College of Dentistry, Dallas, TX. Especialista em Cirurgia e Traumatologia BucoMaxiloFacial pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU), em Minas Gerais, e ainda Mestre em Cirurgia e Traumatologia BucoMaxiloFacial e Doutora em odontologia, pela UFU. Pós- graduada em Vilnius, na Lituânia, além de ser membro efetivo no Colégio Brasileiro de CTBMF e AAOMS, Professora convidada da Pós-Graduação de várias instituições de ensino e ministradora de Cursos e Palestras Nacionais e Internacionais.

 

Kátya Elpydio5624 Posts

Criei o Borimbora com o objetivo fundamental de fazer com que você esteja sempre à frente do seu tempo no que diz respeito à comunicação na sua totalidade. Nenhum de nós é TÃO BOM quanto todos nós JUNTOS!

Login

Bem vinda! Entre na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password