Livro de fotografia exalta conexão humana a partir de viagens

COM FLUIR, de Gisele Barroco, reúne culturas distintas e distantes através de seu olhar sobre as pessoas. Entre os países registrados estão Etiópia, Armênia, Tajiquistão, Índia, Camboja, Tibete e Madagascar

Gisele Barroco viaja para lugares inusitados desde muito nova. Quando pouca gente viajava para a Ásia e África, ela já desbravava caminhos, mergulhava em rituais e conhecia pessoas. Esse talvez seja o principal valor percebido por ela ao longo dos anos: lidar com gente. E é para transmitir essa sensação guardada no corpo e em imagens, que ela lança no dia 22 de novembro o livro de fotografias COM FLUIR, na Livraria da Vila, em São Paulo.

Dividido em três partes, encartes separados inseridos em uma luva, a autora escolheu três temas para compor cada narrativa: Encontro, Fé e Mercado. “Penso nesse projeto como um documentário mais sensorial, não jornalístico, como uma nova viagem, por meio da imagem. compartilho meu olhar”, conta ela. “Somos todos iguais em que?”, se pergunta.

Gisele é diretora de documentários, séries e filmes há 30 anos, trabalha na O2 Filmes, de Fernando Meirelles, é fascinada por gente e traz esse olhar também para a fotografia. “Os três livros têm uma coisa de filme, um movimento, uma dança e repetições de situações em locais diferentes”, diz a autora. Para escolher nos milhares de registros feitos de 1991 até 2018, Gisele convidou o fotógrafo Lucas Lenci. “Meu desafio foi manter viva em cada página a relação que ela tinha com cada pessoa, de cada lugar, como se eu pudesse editar as experiências dela em formato de livro”, conta ele.

Em Encontro, as imagens refletem as relações estabelecidas com cada povo e sua cultura. É perceptível a proximidade da fotógrafa aos fotografados. “Sinto uma leveza ao ver essas imagens. Adorei estar ali. São pessoas enaltecidas”, ressalta. Já sob o tema da Fé, entram os rituais que a autora vivenciou. “Há sempre a presença da vida e da morte.” São cemitérios, uma sequência de cremação pública, em Katmandu, no Nepal, pessoas rezando, religiões diversas e o budismo, seguido por Gisele há 20 anos.

No terceiro livro, Mercado, as fotografias contam histórias de lugares por meio do comércio, de comida, tecidos, pedras. “Na maioria desses lugares são dois os pilares que regem a sociedade: a fé e o comércio”, explica. Tão antigo como a humanidade.

Na contracapa do livro, ela escreve: “Sempre fui apaixonada por mapas. A possibilidade de ver e sentir a grande diversidade do mundo é algo que me fascina desde criança. Mais tarde, andando por tantos lugares, conhecendo povos e culturas tão distintos, o que mais me encantou foi perceber como nós, humanos, somos semelhantes.”

Contrapartida Social

O projeto que é incentivado pela Lei Rouanet, e patrocinado em sua totalidade pela Renner, segue para além do livro. Como a ideia inicial sempre foi compartilhar o olhar, ela vai continuar com ações em ONGs e escolas públicas, oferecendo oficinas de fotografia. “Quero estimular a produção de registros das culturas locais, partindo dos temas do livro e ampliando-os conforme as características de cada lugar”, explica. O resultado será publicado no site do projeto.

Com Fluir

Fotografias de Gisele Barroco

Textos

Encontro: Lidia Rosenberg Aratangy

Fé: George Barcat

Mercado: Fernando Stanziani

Coordenação editorial: Lucas Lenci

Designer gráfico: Mariana J. Lara Resende

Produção gráfica: Jairo Rocha

Número de páginas: 192

Preço: R$90,00

Patrocínio: Renner

Lançamento:

Dia 22 de novembro, às 19h

Livraria da Vila (Al. Lorena, 1.731, Jd. Paulista, telefone: 3062-1063)

Sobre a autora:

Gisele Barroco é cineasta, atriz e fotógrafa, com formação em audiovisual na Escola de Comunicações e Artes da USP e pós-graduação em Cinema Documentário na Fundação Getúlio Vargas. Depois de trabalhar nas produtoras 5’6 e Film, entrou na O2 Filmes como assistente de Fernando Meirelles. Como diretora, trabalhou para as mais importantes agências de publicidade do Brasil como Talent, DM9DDB, JWT, África, AlmapBBDO, Borghlowe, DPZ e T, Giovanni + DraftFCB, Leo Burnett, Loducca, NBS, Wmaccan, Publicis e Y&R. Adora documentários. Dirigiu para a Rio+ 20 os filmes Mamirauá (Reserva de Desenvolvimento Sustentável no Amazonas) e Invisíveis, sobre inclusão social. Iniciou um projeto de vários curtas documentários com um viés poético. O primeiro deles, Cantagalo, está rodando festivais pelo mundo. Participou como diretora em várias séries da TV Globo, como Antonia, Som e Fúria e Os Experientes, série que ganhou o APCA, foi indicada ao Emmy, em 2016, e está finalizando o episódio Rosa, da nova temporada.

 

Kátya Elpydio5120 Posts

Criei o Borimbora com o objetivo fundamental de fazer com que você esteja sempre à frente do seu tempo no que diz respeito à comunicação na sua totalidade. Nenhum de nós é TÃO BOM quanto todos nós JUNTOS!

0 comentários

Deixe um comentário

Login

Bem vinda! Entre na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password