Ciência comprova que pessoas positivas vivem melhor. Saiba como evitar energias negativas.

Não é auto-ajuda: estudos científicos no campo da biologia, psicologia e filosofia apontam que evitar pessoas e pensamentos negativos tornam a vida realmente melhor.

Quantas vezes muitos de nós já nos deparamos com situações em que parece que estamos cansados, sobrecarregados, mas não por causa de esforço físico ou fadiga?  Quem nunca sentiu um ambiente “pesado”, “carregado”? Agora, essa “carga negativa” pode ser comprovada cientificamente, para além da intuição. 

Um estudo realizado pela Universidade de Bielefeld, na Alemanha, sob a tutela do professor Olaf Kruse, comprovou que as plantas se alimentam da energia de outras plantas que estão ao redor. De acordo com a pesquisa, os corpos físicos dos vegetais não apenas realizam a fotossíntese, mas também funcionam como esponjas que absorvem a vibração energética ao redor. 

Outra pesquisa realizada sobre o tema, pela psicóloga e terapeuta Olivia Lee Bader, demonstra que o mesmo acontece com seres humanos. As pessoas são influenciadas pela energia de quem está ao redor, e isso explica, por exemplo, porque alguns se sentem mal em determinado grupo, mesmo que não conheçam aquelas pessoas.

“O corpo humano é muito semelhante a uma planta, que suga e absorve a energia necessária para alimentar o seu estado emocional, dependendo das suas necessidades”, explica a psicóloga.

De acordo com os pesquisadores, o mesmo que acontece conosco, seres humanos, se dá com a eletricidade, as ondas de rádio, a internet, o telefone, o vento, e todas as fontes de energia e comunicação que existem. Para que elas funcionem, é necessário um receptor”. Ou seja: a energia existe o tempo todo e em todo lugar, mas só produz efeito quando há uma conexão entre emissor e receptor.

E como se prevenir de ser um “receptor” de más vibrações e energias ruins? Para o filósofo Fabiano de Abreu, autor do livro “Viver Pode Não Ser Tão Ruim, que trata também deste tema, a solução parte de cada um de nós: É preciso agarrar-se às coisas boas da vida, perceber que a sua vida é boa, criar metas de felicidade, metas de coisas que te agradam, programar coisas que te agradam e se lembrar delas nos momentos ruins. E até mesmo perceber que reclamar pode ser um vício ou um “caguete” que deve ser controlado. 

Outro princípio já demonstrado pela ciência é a Lei da Atração, que diz que atraímos para nós mesmos tanto coisas boas como ruins, a depender do que pensamos e declaramos: “Há pessoas que reclamam demais. Isso atrai uma energia e personalidade negativa para o indivíduo, inclusive aos olhos das pessoas do seu convívio.

As pessoas buscam a plenitude da felicidade, essa é uma busca constante, ou seja, conviver com pessoas negativas não é interessante para ninguém. Devemos policiar as ‘reclamações’ para que sejamos agradáveis perante aos outros”. Conclui Fabiano de Abreu.

Créditos – Foto: Divulgação / MF Press Global

Por: Vanessa Scarcella

 

Kátya Elpydio5066 Posts

Criei o Borimbora com o objetivo fundamental de fazer com que você esteja sempre à frente do seu tempo no que diz respeito à comunicação na sua totalidade. Nenhum de nós é TÃO BOM quanto todos nós JUNTOS!

0 comentários

Deixe um comentário

Login

Bem vinda! Entre na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password