UNESCO e governo brasileiro lançam manual de exportação de bens e serviços culturais

Publicação visa estimular empreendedores a levar a produção cultural brasileira para além das fronteiras do país. O documento abrange cinco áreas da indústria criativa — TV e Mídias Digitais, Cinema, Música, Games e Publicidade — e traz orientações sobre como se inserir no mercado global.

A publicação apresenta informações sobre acesso a mercados, exigência de vistos, regimes tributários, cobrança de taxas, necessidade de documentos adicionais, procedimentos e prazos de tramitação, modelos de contratos e feiras de negócios.

Com apoio da UNESCO, o Ministério da Cultura do Brasil lançou nesta semana (1º), em São Paulo, seu primeiro manual de exportação de bens e serviços culturais. Publicação visa estimular empreendedores a levar a produção cultural brasileira para além das fronteiras do país. O documento abrange cinco áreas da indústria criativa — TV e Mídias Digitais, Cinema, Música, Games e Publicidade — e traz orientações sobre como se inserir no mercado global.

“A economia criativa no Brasil já tem um peso econômico muito significativo, correspondente a 2,64% do PIB, cerca de 1 milhão de empregos diretos e 2,5 bilhões de reais em arrecadação de impostos. Mas nossa produção cultural e criativa ainda é muito voltada ao mercado interno, salvo honrosas exceções”, afirmou o ministro da Cultura, Sá Leitão, durante a cerimônia de lançamento do manual.

O guia reúne informações que estão dispersas em diversos órgãos, facilitando a vida do empreendedor cultural disposto a exportar. A publicação apresenta informações sobre acesso a mercados, exigência de vistos, regimes tributários, cobrança de taxas, necessidade de documentos adicionais, procedimentos e prazos de tramitação, modelos de contratos e feiras de negócios.

O manual também indica links de instituições públicas e privadas envolvidas no processo de exportação, além de congregar dados das atividades criativas e projeções de crescimento do segmento no Brasil e no mundo para os próximos anos.

Segundo o último levantamento da Conferência das Nações Unidas sobre Comércio e Desenvolvimento (UNCTAD) sobre o tema das indústrias criativas, o setor movimentou, em 2012, 547 bilhões de dólares no comércio global por meio da compra e venda de bens e serviços culturais.

A elaboração do manual foi realizada pelo escritório Cesnik, Quintino e Salinas Advogados e coordenada pela pasta federal e a UNESCO.

Fonte: ONU BR

 

Kátya Elpydio5458 Posts

Criei o Borimbora com o objetivo fundamental de fazer com que você esteja sempre à frente do seu tempo no que diz respeito à comunicação na sua totalidade. Nenhum de nós é TÃO BOM quanto todos nós JUNTOS!

0 comentários

Deixe um comentário

Login

Bem vinda! Entre na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password