UFBA discute sobre o futuro da cidade

Simpósio reúne especialistas de todo o país em Salvador 

A Universidade Federal da Bahia sedia de 20 a 23 de novembro o Simpósio Nacional de Geografia Urbana.  O objetivo do encontro é pensar a cidade e o urbano a partir de algumas perguntas chaves: como será a cidade daqui a 100 anos? O que é a sociedade urbana no presente? É possível pensar uma cidade utópica? De quais utopias podemos falar? Quais as bases que a sociedade presente pode dar? O simpósio reunirá os principais nomes da geografia do país, além de pesquisadores de áreas afins ao campo científico.

“O simpósio específica uma discussão sobre o que é hoje a cidade, o urbano, a urbanização”, observa Angelo Serpa, professor do Instituto de Geociências da UFBA. Em sua opinião, o debate é necessário em razão do processo de urbanização no Brasil. “Essa experiência urbana de morar na cidade é compartilhada por milhões de brasileiros e é uma tendência mundial. Não significa, no entanto, que o Brasil está deixando de ser rural. A Bahia, por exemplo, ainda tem uma grande população vivendo no campo, mas mesmo esse campo se urbaniza”. Em complemento, ele afirma que a migração cidade-campo ainda é forte no Brasil.

É a segunda vez que o simpósio é realizado na Bahia – a primeira foi em 1997. O encontro, cujo tema deste ano é “sobre a cidade e o urbano, contribuição da Geografia: que teorias para este século?”, tem o objetivo de refletir como essa geografia urbana pode dialogar com outras áreas do conhecimento como arquitetura, urbanismo, sociologia, antropologia, etc. Disciplinas que, de alguma maneira, problematizam objetos de pesquisa da geografia, mas sob outros pontos de vista e paradigmas”, diz Serpa.

Seis mesas redondas irão compor o evento, cada uma com cerca de três horas e meia de duração, todas no salão nobre da Reitoria. A primeira mesa busca pensar a cidade e o urbano nos dias atuais, por meio do diálogo com diferentes campos das ciências humanas e sociais – geografia, arquitetura e urbanismo, economia e sociologia. Ana Fernandes (UFBA), Carlos Brandão (IPPUR-UFRJ), Cibele Risek (USP-São Carlos) e José Aldemir de Oliveira (UFAM) compõem a mesa.

A segunda traz o futuro da cidade como tema e questiona “política urbana ou projeto utópico?”. A atividade busca analisar teorias capazes de pensar o futuro das cidades e das lutas urbanas, além de abordar criticamente instrumentos de gestão vigentes e trará Jorge Barbosa (UFF), Igor Robaina (UFES), Tadeu Alencar Arrais (UFG) e Floriano Godinho Oliveira (UERJ) como debatedores.

 

Kátya Elpydio5066 Posts

Criei o Borimbora com o objetivo fundamental de fazer com que você esteja sempre à frente do seu tempo no que diz respeito à comunicação na sua totalidade. Nenhum de nós é TÃO BOM quanto todos nós JUNTOS!

0 comentários

Deixe um comentário

Login

Bem vinda! Entre na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password