Transplantes para pacientes renais do HGRS supera média de 2016

Cinco pacientes do Serviço de Terapia Renal do Hospital Geral Roberto Santos (HGRS), em Salvador, já foram transplantados neste ano. O número, que contempla três crianças, representa um aumento significativo, se levada em consideração a média de transplantes de 2016 – de menos de um paciente por mês. O Serviço de Terapia Renal engloba as hemodiálises adulta e pediátrica, além da diálise peritoneal. O tratamento é feito ambulatorialmente e, em casos de urgência dialítica, nas Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) da instituição.

Apesar de não realizar transplantes dentro da estrutura do HGRS, a unidade trabalha com captação de órgãos, por meio da Comissão Intra-Hospitalar de Doação de Órgãos e Tecidos para Transplantes (Cihdott). Desde a abertura do protocolo, independente da escolha dos familiares, o suporte é oferecido pelos profissionais. No entanto, somente quando constatada a morte encefálica, a equipe realiza entrevista com os acompanhantes.

Uma doação de órgãos é capaz de beneficiar até sete pessoas. Para se tornar um doador, não é necessário registrar por escrito. Basta conversar com a família e deixá-la ciente do desejo. Mais informações sobre doação e transplante de órgãos e tecidos estão disponíveis no site da Secretaria da Saúde do Estado (Sesab).

Fonte: Ascom/Hospital Geral Roberto Santos (HGRS)

Kátya Elpydio4756 Posts

Criei o Borimbora com o objetivo fundamental de fazer com que você esteja sempre à frente do seu tempo no que diz respeito à comunicação na sua totalidade. Nenhum de nós é TÃO BOM quanto todos nós JUNTOS!

0 comentários

Deixe um comentário

Login

Bem vinda! Entre na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password