Galeria Acbeu inicia 2016 com exposição fotográfica da artista visual alagoana Renata Voss

A mostra dialoga com as relações entre o tempo, o movimento e a memória

A Galeria Acbeu abre a pauta de 2016 com a exposição da artista visual alagoana Renata Voss, que terá vernissage no dia 19 de fevereiro, das 19h às 22h, e segue em cartaz até 19 de março. Com o título ‘Perder de Vista’ a mostra apresenta uma série de imagens, obtidas através de processos alternativos de revelação fotográfica, fruto de uma pesquisa que a artista vem desenvolvendo relacionada às possibilidades de materialização da fotografia e a sua relação com o tempo, o movimento e a memória.

“Os trabalhos que compõem ‘Perder de Vista’ tratam, cada um à sua maneira, do desaparecer, da efemeridade de lugares e pessoas”, detalha a artista. Desde que surgiu, a fotografia procurou se basear na fixação da imagem, no entanto, interessa para Renata o caráter fugidio que esse tipo de imagem pode ter. A escolha das técnicas utilizadas em cada trabalho se dá pela possibilidade das mesmas potencializarem as questões trazidas em cada obra. São técnicas diversas, como a goma bicromatada, o papel salgado, a cianotipia, o marrom Van Dyke e o anthotype. Através delas, a artista diz conseguir tratar do movimento de desaparição, seja ele de prédios no espaço urbano, pessoas, ou mesmo de lugares que podem sumir da nossa memória.

Obras

Na série Alagoas Iate Clube há a imagem viva – e colorida – desse lugar, localizado em Maceió, que vem passando pela gradativa desaparição no espaço urbano ao longo dos anos, desde a sua desativação. A série segue com registros de alguns momentos do processo de desaparição do clube em papel salgado. A última imagem da série traz o clube ainda inteiro, mas a imagem não é fixada, tendendo a desaparecer com a ação da luz ao longo do tempo.

Nas obras Eris e Márcia, há a relação da perda de pessoas próximas. Renata expõe retratos desses dois amigos que faleceram em 2015 e 2012, respectivamente. O retrato se configura por uma relação de proximidade com os fotografados e se materializa através da revelação em anthotype, técnica que permite a revelação de fotografias diretamente em folhas ou utilizando o sumo de vegetais. “Escolhi a folha do girassol como suporte pelo aspecto simbólico de ser uma flor que procura a luz”, explica.

Em Infinito, o cromo é utilizado como suporte para imagens de nuvens. Nesse trabalho, é possível perceber a potência de utilizar o filme inteiro como uma grande imagem – ao invés de tratar o filme como algo que geraria 12 fotografias isoladas. Dessa maneira, tempos e céus de lugares diferentes se unem num só grande quadro.

Já na série Estudo para perder de vista, a artista procura investigar o caráter artesanal da revelação que utiliza: o controle desde o preparo do negativo, o preparo do papel, aplicando a emulsão sensível à luz e revelando a imagem. É possível identificar o movimento do gesto do pincel ao aplicar o químico no suporte. Esse gesto-movimento permite ver parte da imagem, ficando o restante oculto. Tem-se assim, conforme a artista, “uma fotografia do cotidiano de lugares que perco de vista”.

Sobre a artista

Renata Voss é fotógrafa, alagoana, professora de fotografia da Escola de Belas Artes da Universidade Federal da Bahia (UFBA), mestre e doutoranda em Artes Visuais também pela UFBA. Desenvolve trabalhos autorais desde 2004 e tem interesse por processos alternativos em fotografia bem como na investigação dos diversos suportes que a fotografia pode assumir. Seu trabalho atual procura estabelecer relações entre fotografia, movimento e memória. Dentre as principais participações em exposições recentes estão, em 2015, a mostra individual ‘Passagem’, na Pinacoteca da UFAL, em Maceió; a mostra coletiva ‘Docentes em Pauta’, na Galeria Cañizares, Salvador; o Salão de Fotografia do TRT (AL) com a obra Alagoas Iate Clube, premiada em primeiro lugar.

Serviço

O que: exposição ‘Perder de Vista’

Quem: artista visual Renata Voss

Quando: abertura, 19 de fevereiro, das 19h às 22h e visitação de 20 de fevereiro a 19 de março de 2016, de segunda a sexta das 14h às 20h e sábados das 16h às 20h

Onde: Galeria ACBEU – Av. Sete de Setembro, 1883 – Corredor da Vitória | (71) 3444-4411

ACBEU Bahia

 

Kátya Elpydio5645 Posts

Criei o Borimbora com o objetivo fundamental de fazer com que você esteja sempre à frente do seu tempo no que diz respeito à comunicação na sua totalidade. Nenhum de nós é TÃO BOM quanto todos nós JUNTOS!

0 comentários

Deixe um comentário

Login

Bem vinda! Entre na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password